Pedra no Rim (Fabrizio Matos e Israel Pimenta)

Ficha Técnica

Exposição na Junta de Freguesia de Sopo

A Pedra no Rim tem como matriz o mapeamento do Bonfim. Através de um olhar para baixo, para o chão, para passeios, jardins e outras superficies, um olhar crítico, ou outras vezes poético, um olhar que regista as mudanças na mais jovem junta de freguesia da cidade do Porto.

Os despojos encontrados julgamos nós ser o retrato das pessoas que aqui vivem e aquelas que aqui passam, deixando um rasto do que são diretamente no chão!

Foi então nos proposto um mapeamento na Junta de Freguesia de Sopo pertencente ao concelho de Vila Nova de Cerveira, apresentou-se como um desafio muito diferente tendo em conta as diferenças entre as características a que estávamos habituados inerentes à baixa de uma cidade grande e o desafio proposto com características mais rurais como era o caso de Sopo. O processo começou com uma visita guiada pelo próprio presidente da Junta, que nos levou pelo seu território, património e obra percorrendo toda a área de Sopo. Foi depois feita uma segunda visita onde fotografamos alguns achados que nos ajudavam a montar uma ideia do que poderiam ser as características fundamentais de Sopo e que objetos a refletiam. Dado o curto período de tempo que dispúnhamos, tivemos de selecionar rapidamente que peças iríamos produzir.

Depois surgiram os contratempos mais ou menos comuns à prática da cerâmica, que foram ultrapassados graças ao aparecimento do Sr. Alvaro Torres que nos ajudou e ensinou coisas durante este processo que ainda assim precisou de adiamentos consecutivos para que pudéssemos mostrar a produção.

A produção funcionou da seguinte maneira: Fotografia do objeto - discussão sobre a sua relevância em termos de conteúdo e idealização enquanto peça de cerâmica - modelação - secagem - cozimento — arrefecimento - pintura - cozimento - rebentamento - nova modelação - secagem - cozimento - rebentamento - nova modelação - secagem - cozimento - arrefecimento - pintura e vidragem - cozimento -arrefecimento - Peça final. Este processo foi mais ou menos idêntico para a maioria das cinco peças a que nos propúnhamos traduzindo-se em vários dias de produção e consecutivos atrasos que acabaram por ditar uma sexta peça (o cartaz).

Pedra no Rim (Fabrizio Matos e Israel Pimenta)
Pedra no Rim (Fabrizio Matos e Israel Pimenta)
Pedra no Rim (Fabrizio Matos e Israel Pimenta)
Pedra no Rim (Fabrizio Matos e Israel Pimenta)
Pedra no Rim (Fabrizio Matos e Israel Pimenta)
Pedra no Rim (Fabrizio Matos e Israel Pimenta)